terça-feira, 14 de dezembro de 2010

daquele meu primeiro beijo..

" Escada rolante, que não rola o mundo que corre derrepente para, para ver o que há de mais belo, o que floresce e derrete feito bala colorida, quando eu falava das borboletas na barriga pessoas que vem e vão,sobem de descem, umas que ficam e jamais se esquecem"

Um comentário:

  1. haha que romantico isso! na escadaria do terminal central! haha mas o poema eh lindo, tem estilo.. eh corrido e rapido, objetivo e profundo!

    poetiza que se preze tem que ter estilo mesmo!

    ResponderExcluir